quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Mudança assusta


 Oi amigos.... faltam três semanas pra nossa partida e hj eu e o Rê pedimos demissão. Fomos ao almoço de despedida do trabalho do Re. Deram uma caneta linda pra ele e levantaram um brinde falando sobre o profissional que ele é... do qto vai fazer falta.

  Nos despedimos do Grupo do Rio e a cada dia mais despedidas. Nossa agenda de despedidas tá lotada em todos os próximos fins de semana.

  Nessa parte eu nao sei o que dizer.... pq dentro de mim estou de um jeito e por fora de outro completamente diferente. Dentro de mim não consigo parar de pensar o qto minha mãe se preparou pra fazer essa viagem de avião comigo.... e choro.... e qdo choro posso ouvir aquela voz do meu pai dizendo "nao chora minha filha".

  Dá medo viu... Dá medo passar por essa mudança sem eles. Qdo perguntam como estou da vontade de dizer "De cabeça pra baixo"

  Será que sempre vou me sentir assim? Com esse nó na garganta. Querendo mostrar a eles tudo q vejo e querendo q eles vivam comigo tudo q estou vivendo. Querendo com todas as minhas forças que eles estivessem comigo.

  Muita coisa vai mudar no Canadá... essa sensaçao... tenho certeza q não "se pudesse levava até a saudade, mas deixou impregnada em cada françao de mim da noite pro dia"

  Não é tristeza.... estou ainda tentando entender o sentimento... decifrar.... cada hora se apresenta de uma forma. Mudanças assustam... ainda mais uma mudança desse tamanho... é um sentimento q tenta por vezes dizer ao meu coraçao afobado q precisa silenciar e por vezes um sentimento louco q quer se apressar pq esta tudo muito quieto. Alguem entende?

Bjs, Sa

13 comentários:

Paula disse...

Ola muitissimo bom dia desde Ottawa !
claro q te entendo , eu apos uns anos por aqui , eu ja detentora do Passaporte Canadiano , ainda tenho muita saudade , uma pessoa aqui eh feliz , podemos ter td e mais alguma coisa , podemos todos os dias dar Gracas por aqui a vida sr serena , calma , mas parte de nos fica sempre na terra de origem , na tua do Brasil na minha Portugal
mas gosto muiro de ca estar gosto muito de ca viver
a fase da cmada lua de mel pode ter terminado e agr vejo o Canada com olhos diferentes , mas realmente te posso dizer q vais gostar
vem com fe e esperanca em dias bons
se precisares algo coisa , algum esclarecimento so perguntar
abraco
Paula
paula.rebelo@rogers.com

Dupla Canadense disse...

Sa Querida,

As mudanças assustam sim mas são muito importantes para o nosso crescimento pessoal e profissional.

Uma pessoa tão alegre e querida por todos como você é será feliz e rodeada de amigos em qualquer lugar do planeta.

Quem disse que sua mãe não está indo no avião com vocês? Claro que está! Eles estão sempre ao seu lado, e com certeza tomando conta de vocês o tempo todo.

Respira fundo, leva a Pipoka para dar uma voltinha na praia e..... rumo ao sucesso!

Desejamos toda a felicidade do mundo!

Beijo para vocês e para a PopCorn!

Dupla

Lois e Brian disse...

Ô Sabrina, fiquei com o olho cheio d'água agora...
Tenha certeza, independente de suas crenças religiosas ou qualquer outra coisa, que de onde seus pais estiverem, eles vão ver e acompanhar o que você estiver vivendo... e estarão felizes por você estar realizando seu sonho.
Bjs

Com o pé no Canadá disse...

Paula... obrigada pela disponibilidade em ajudar e pelas palavras... É muito bom ouvir coisas assim nessa fase. De alguem q ja esta tao adaptado e ainda assim esta feliz no Canada. Sei q é algo muito subjetivo, mas incentiva muito.

Obrigada Dupla pelas palavras de carinho.... Pipoquinha ja ta aqui doida p q eu siga seus conselhos e a leve p passear :D

Loius e Brian... eu tbm espero no meu coraçao q seja assim

Bjs, Sa

QUEBEcLEZA! disse...

É, eu fico pensando nisso. Deve ser muito estranho esse momento das despedidas. Eu ainda estou na outra ponta do processo, o inicio, mas mesmo assim já fiquei pensando como serão as despedidas.

Eu acho que com o tempo todos esses sentimentos e nós na garganta vão se organizar e amenizar, mas a saudade vai sempre continuar.

Quando eu fiz intercambio em 2008 tb fiquei pensando que queria muito que minha mãe vivenciasse pelo menos um pouco do que eu vi e conheci. Acho que é normal a gente querer levar junto as pessoas que gostamos para as boas aventuras que teremos.

Boas despedidas (tem como despedida ser boa? É tão triste...) e junte forças pras cenas dos proximos capitulos, quando a aventura começa de verdade.

Ass: Gabi

Meet the beaver disse...

Oi Sá,
Entendo você... eu também não tenho meu papai perto de mim e sempre pensei como seria se ele estivesse aqui vivendo as coisas novas que vivi depois que ele se foi... é assim mesmo, a gente quer que as pessoas que a gente ama vivam as mesmas experiências boas que a gente tem, mesmo que essas pessoas não estejam mais com a gente... mas tenha no seu coração a certeza de que seus pais vão estar com você onde vc estiver e estarão felizes de te ver bem.
A mudança é grande, é difícil, a cabeça fica cheia de preocupação... estou vivendo isso agora... depois que a gente recebe o visto, em um primeiro momento é uma alegria imensa, mas depois os sentimentos se misturam... medo, ansiedade, angústia... às vezes eu me pergunto se estou ficando louca, porque eu queria tanto e agora fico pra baixo?? É bem estranho mesmo... mas acho que tudo isso vai valer a pena...
Um grande beijo e fique em paz que toda a experiência vai ser ótima!
Renata

Marilia disse...

Eu nao sei, cada um sente de um jeito. Nao existe formula, mas no meu caso nao senti nada qdo sai do Brasil em 2005. Estava cumprindo um objetivo e simplesmente vim. Trabalho tive com mudanca, guarda-moveis e despedidas. Cheguei e tive tudo em dobro do que esperava..,mas depois, bem depois...ai, meus sais...senti saudade ate do cheiro das ruas, das pessoas que valeram a pena, das piadas e de tudo...Muitas vezes tentei voltar e minhas ferias ficaram enormes. Tipo 3 meses no Brasil direto sem querer voltar. O unico conselho eh que tudo passa..menos saudade, mas responsabilidade volta a falar mais alto e conciliamos tudo. Mas se vc ja sentiu este vazio, provavelmente nao tera o efeito retardado que eu tive...bjos

Marcelo disse...

É, Sá, só quem sente realmente sabe.Mas, eu tenho certeza que a sua alegria só trará boas energias para seus pais também.Não sei da sua crença,mas eu tenho certeza absoluta que eles estarão sempre ao seu lado, te acompanhando a cada conquista pq eles sabem a importancia de várias fases da sua vida.Infelizmente, a saudade n temos como dar jeito, mas acredite que nunca estará só!Siga sempre pensando no melhor para eles e para vcs!bj

IMIGRAÇÃO PARA O CANADÁ disse...

Oi Sabrina,

Nossa para vocês são apenas 3 semanas e para nós 5. Também estamos nessa mistura maluca de sentimentos, despedidas e tanta coisa ainda para fazer e providenciar antes da partida. Com toda certeza seus pais estão tão ansiosos quanto você e torcendo muito pelo sucesso de vocês!!! Afinal de contas as famílias poderão ser eternas!!!

Felicidades e nos encontramos nas terras geladas do Canadá!!!


Um grande abraço,

La Rocque e Silvia

Clarice disse...

Sa, não sei se entendo.
Também não tenho meus pais, mas talvez o tempo tenha me feito encontrar uma maneira de lidar com estes pensamentos e sentimentos.
Cada vez que eles vem (pensamentos e sentimentos), agradeço aos meus pais por tudo que me ensinaram e peço a Deus para que estejam bem, onde quer que estejam.
Tenta encarar a nova vida como uma maneira de distrair o pensamento com coisas diferentes. Esquecer, nunca? Mas encontrar seu jeito de viver isso - ninguém vai entender exatamente o que sentes, pois dentro de ti só você mora.
Força!

3 semanas por aqui também! Ui!

Bia Maria disse...

Olha Sá...realmente não tem como explicar e segurar a emoção qdo chegar a hora de vcs virem para cá...te prepara!
Se despedir dos amigos e familiares no aeroporto é bem mais difícil.
Teus pais com certeza estarão ao seu lado te abençoando em tudo que fizeres minha flor.
Triste sou eu por ser órfão de pai e mãe vivos...eu olhava e não tinha eles no aeroporto para se despedirem de mim...nem um abraço, nem um olhar, uma palavras NADA!! Chorei muito...só Deus mesmo para nos sustentar neste momento tão importante, especial e delicado na vida da gente.
Bjs de LuzZ!

Claudia e João disse...

Passa. A saudade fica pra sempre mas esse sentimento confuso de abandonar todo mundo passa. Quando a gente ve o nosso povo nos visitando e achando o maximo estar no Canada, sem precisar pagar hospedagem e guia turistico, a gente agradece por dar essa oportunidade a eles. Passa.

Com o pé no Canadá disse...

Gabi,
é verdade... despedida nao tem como ser boa né. Toda sorte do mundo p vc no seu começo de processo... agora as coisas estao andando mais rapido... tomara q saia rapidinho.

Renata,
é uma montanha russa essa fase né. Vc sabe bem do q to falando. Um sobe e desce louco de emoçoes. Tem dias q nao consigo nem dormir. Como estao seus preparativos flor?

Marilia,
Essa parte de despedidas e mudanças tbm dá um trabalhão... nossa... a gente fica louco pelo visto e não sabe o que vem pela frente. Nossa... eu to morta de tanta arrumação e agendar despedidas... é uma confusao... eu marco coisas e nem lembro com quem foi. Mas q barra hein... eu tenho a esperança de estar sofrendo bastante agora....rsrsrsrs ta enough né. Qual seu blog? Vc tem?

Marcelo,
Meu querido... espero te encontrar no Canada! Agora estamos os dois tao perto do PR \o/
Obrigada pelas palavras

La Rocque e Silvia,
É contagem regressiva agora amigos... e nos encontramos por la!

Clarice,
Estou procurando meu modo de lidar com isso. Até q to indo bem sabe. Olhando p tras... to indo bem...rsrsrs

Ai Biazinha,
Um dia precisamos sentar e tomar um chocolate quente bem gostoso p nos conhecermos melhor. Vc tem uma historia dificil e ainda sim é esse docinho. exemplo de vida p mim viu. Bjoka

Claudia e Joao,
É exatamente isso... sensaçao de abandonar tudo... da um medo estranho... uma sensaçao muito esquisita mesmo. Ainda bem q passa :)

Bjs, Sa